Vídeo: Grávida e médico dançam ‘Paradinha’ durante trabalho de parto em Vitória

Vídeo foi publicado em uma rede social nesta segunda-feira (9) e está fazendo sucesso entre os internautas.

O médico obstetra Fernando Guedes da Cunha, que fez sucesso na internet ao aparecer em um vídeo dançando Despacito com uma paciente grávida e uma doula, participou de mais um momento descontraído dançando com uma gestante durante o trabalho de parto, em Vitória.

A música da vez é o sucesso “Paradinha”, da cantora Anitta. Em 12 horas, o vídeo tem mais de 9 mil visualizações.

A paciente Camila Rocha, de 28 anos, deu entrada no hospital em trabalho de parto às 7h da segunda-feira (9). Ela passou pela analgesia e o trabalho de parto estava progredindo. O médico então sugeriu que eles dançassem uma música com movimentos para facilitar o parto e escolheu a “Paradinha”.

Enquanto eles dançavam na presença da família e de uma amiga da paciente, ela sentiu que o bebê estava prestes a nascer e, 10 minutos depois, João Homero chegou ao mundo com 3,2 kg e 48 cm.

O obstetra explicou que dançar oferece uma segurança à mulher no momento de tensão que é o trabalho de parto, porque ela vê que é possível se movimentar.

“Ela esquece que está em trabalho de parto, diminui a adrenalina e isso facilita bastante depois. A paciente entrou na brincadeira comigo e está super bem e ativa”, contou.

João Homero é o segundo filho de Camila. O parto do primeiro filho também foi normal, mas ela conta que sentiu mais dores.

“Dessa vez foi muito rápido, muito legal, eu nem lembrava da dor. Íamos dançar mais uma, mas o bebê já estava nascendo”, afirmou Camila. Mãe e bebê passam bem e devem receber alta nesta quarta-feira (11).

*Mayra Scarpi participa da 20ª edição do Curso de Residência em Jornalismo da Rede Gazeta e fez o texto supervisionada pela jornalista Juliana Borges.

Fonte: G1

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.