Foto: Guia Crissiumal.

Em Sessão Plenária realizada ontem no Salão do Júri do Fórum Judicial de Crissiumal, aconteceu o julgamento de VFE, que em abril de 2016 matou seu pai João Eckhardt e ocultou seu cadáver em Crissiumal.

VFE foi absolvido do homicídio, porém condenado pela ocultação do cadáver. Na época, o crime foi praticado na madrugada do dia 21 de abril de 2016, porém somente veio à tona em 05 de maio do mesmo ano, após denúncia e investigação da Polícia Civil local.

O crime teria sido cometido após inúmeras brigas e um vasto histórico de violência familiar por parte do homem morto.

VFE teve sua pena transformada em serviços comunitários, multa de um salário mínimo e a impossibilidade de sair da comarca por dois anos.

Atuou na acusação o Promotor de Justiça, Dr. Ronaldo Adriano de Almeida Arbo. Na defesa a Defensoria Pública. Presidiu a Sessão o Juiz Dr. Diego Dezorzi.

Fonte: Guia Crissiumal