Autoridades sanitárias investigam intoxicação de dezenas de pessoas em São Paulo das Missões

Laboratório Central de Saúde Pública do Rio Grande do Sul fará análise de amostras que possam determinar a causa da intoxicação de cerca de 30 pessoas em menos de uma semana. Foto: Reprodução RBS TV.

As autoridades sanitárias de São Paulo das Missões, no Noroeste do Rio Grande do Sul, investigam o que teria causado a intoxicação de cerca de 30 pessoas, que procuraram o hospital da cidade em poucos dias.

Um laboratório de Porto Alegre faz análise dos exames coletados, como parte da investigação conduzida pela Coordenadoria Regional de Saúde.

Em menos de uma semana, as 30 pessoas intoxicadas foram internadas no Hospital de São Paulo das Missões com os mesmos sintomas característicos de intoxicação, como vômito, cólica intestinal e diarreia. O número elevado de atendimento fez com que o hospital adotasse um procedimento padrão.

“A maioria ficou internada entre 48 a 72 horas, e agora continuam o tratamento, e em observação em em conformidade com a vigilância local, que também está sabendo desse caso”, afirma o administrador do hospital, Julci Dias.

A causa da intoxicação ainda é investigada. Funcionários da Secretaria de Saúde da cidade coletaram amostras dos pacientes e também da água na tentativa de identificar se os casos estão relacionados com algum vírus ou infecção alimentar.

As amostras foram enviadas para o Laboratório Central de Saúde Pública do Rio Grande do Sul (Lacen), em Porto Alegre, e o resultado deve sair dentro de 30 dias.

“A secretaria, através de sua equipe ficou responsável pela coleta das amostras e informações, e as análises são feitas pelo laboratório central do estado. É de lá que vai vir o resultado do que foi o causador da infecção, dessa intoxicação, e saber o que está causando esse mal para a nossa população”, disse o secretário de Saúde de São Paulo das Missões, Jorge Fank.

Fonte: G1

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.