quarta-feira, 17 de setembro de 2014

Clima provocou três vezes mais deslocados que violência em 2013

Os desastres naturais provocaram em 2013 um deslocamento de pessoas três vezes maior que o número registrado pela violência, um dado que reforça a urgência de combater as mudanças climáticas, afirma um estudo divulgado nesta quarta-feira. Quase 22 milhões de pessoas foram deslocadas em consequência de desastres naturais, segundo o Conselho Norueguês para os Refugiados (NCR, na sigla em inglês), uma organização independente especializada em ajudar as vítimas. O relatório do NCR foi publicado a menos de uma semana de uma reunião de cúpula, na próxima terça-feira, sobre as mudanças climáticas na sede da ONU em Nova Iorque. O problema se tornou mais grave, pois segundo os cálculos atualmente existem duas vezes mais deslocados no mundo por desastres naturais do que na década de 70, destaca o estudo, que explica o aumento com o avanço da urbanização nos países mais vulneráveis. O NRC, dirigido por Jan Egeland, ex-secretário-geral-adjunto para Assuntos Humanitários das Nações Unidas, solicita que o tema dos deslocados seja transformado em uma prioridade na agenda das negociações para obter um acordo que diminua os efeitos do aquecimento global. Os governos devem garantir que os projetos de ajuda e os doadores permaneçam atentos ao crescente risco de deslocamentos em massa. Também devem facilitar as migrações e prever a possibilidade de transferências, com respeito às populações mais vulneráveis, aponta o documento. O relatório destaca os resultados dos estudos do Painel Intergovernamental sobre Mudanças Climáticas, que consideram as ações do homem responsáveis pelo número crescente de desastres naturais. Mais de 80% dos deslocados por catástrofes naturais em 2013 estavam na Ásia. Nas Filipinas, por exemplo, somente a passagem dos tufões Haiyan e Trami deixaram 5,8 milhões de deslocados. 
Fonte: AFP

terça-feira, 16 de setembro de 2014

NASF fazendo história em Boa Vista do Buricá


No mês de maio do corrente ano a Secretaria municipal de saúde aderiu ao NASF- Núcleo de apoio a Saúde da Família, criado pelo Ministério da Saúde da Família criado pelo Ministério da Saúde em 2008 com objetivo de apoiar as ações da Atenção Básica no Brasil e ampliar as ofertas de saúde na rede de serviços. Hoje compõe o NASF em Boa Vista do Buricá os seguintes profissionais: nutricionista, psicóloga, fonoaudióloga e educadora física. Configurando-se como uma equipe multiprofissional com atuação integrada junto aos ESFs desenvolve ações de participação nas reuniões, discussão de casos, realização de treinamentos e qualificações, participação em campanhas e promoção da saúde. Nas escolas do município a equipe do NASF tem realizado triagem psicológica e fonoaudiológica com alunos da educação infantil e ensino fundamental. Posteriormente são realizadas oficinas grupais ou atendimentos individuais com os alunos avaliados. Dentre as atividades desenvolvidas nas escolas municipais as oficinas de sexualidade na Escola Municipal Padre Schlosser e Escola Municipal São José destacaram-se por abordar temas polêmicos e de interesse dos adolescentes. Com palestras periódicas o NASF abordou os temas sexo e sexualidade, aparelho reprodutor masculino e feminino, DSTs e AIDS, métodos contraceptivos e gravidez na adolescência. Todos os trabalhos realizados nas escolas são oriundos de encaminhamentos ou sugestões das próprias escolas, baseando-se na realidade das mesmas. 
Fonte: Assessoria de Imprensa

Ibope: Dilma e Marina empatam no segundo turno


No primeiro turno, a presidente caiu de 39% para 36% das intenções de voto, enquanto a adversária de 31% para 30% 
O candidatoAécio Neves (PSDB) subiu quatro pontos percentuais na última pesquisa eleitoral realizada pelo Ibope, passando de 15% para 19% das intenções de voto no primeiro turno. Já a presidente Dilma Rousseff (PT) e a candidata Marina Silva (PSB) recuaram. A presidente caiu de 39% para 36% e a adversária de 31% para 30%. O levantamento foi divulgado nesta terça-feira pelo Estadão e pelo Jornal Nacional.Em uma simulação de segundo turno entre as mulheres, persiste o empate técnico: Marina aparece com 43% e Dilma com 40%. No levantamento anterior, feito uma semana antes, a candidata do PBS tinha 42% das intenções de voto, enquanto a presidente estava com 41%. Já em uma disputa de segundo turno entre Dilma e Aécio, a presidente teve 44% dos votos e o tucano 37%. Se o cenário fosse um embate entre Marina e Aécio, a candidata do PSB teria 48% da escolha dos eleitores e o adversário 30%. 
Dilma lidera no Sul, onde Aécio e Marina empatam 
O candidato do PSDB apresentou melhora nas intenções de voto na maioria das regiões, com exceção do Nordeste. No Sul, o tucano teve 23%, um empate técnico com Marina, que conquistou 26% dos eleitores. No Nordeste (48%) e no Sul (34%), Dilma lidera de forma isolada. Nas demais regiões, a presidente aparece empatada tecnicamente com Marina. O Ibope ouviu 3.010 pessoas entre os dias 13 e 15 de setembro. A margem de erro do levantamento é de dois pontos percentuais para mais ou para menos. O nível de confiança da pesquisa é de 95%. O levantamento foi registrado no Tribunal Superior Eleitoral sob o protocolo BR-00657/2014.
Fonte: Zero Hora

Dilma abre nove pontos de Marina, conforme Vox Populi


Em eventual segundo turno, candidatas ficam tecnicamente empatadas

A candidata à reeleição Dilma Rousseff (PT) abriu nove pontos percentuais de vantagem sobre a segunda colocada, a candidata Marina Silva (PSB), no primeiro turno da corrida à Presidência da República, de acordo com pesquisa de intenção de voto realizada pelo Vox Populi, encomendada pela Rede Record, divulgada nesta segunda-feira.

Pelo levantamento, Dilma tem 36% da preferência do eleitorado, contra 27% de Marina. Aécio Neves, do PSDB, aparece na terceira colocação, com 15%. Os votos brancos e nulos seriam 8%, e os eleitores indecisos totalizam 12%.

Os candidatos Luciana Genro (PSol) e Everaldo Pereira (PSC) marcaram 1% cada um. Eduardo Jorge (PV), Levy Fidelix (PRTB), Zé Maria (PSTU), Eymael (PSDC), Mauro Iasi (PCB) e Rui Costa Pimenta (PCO) não pontuaram.

Segundo turno

O Vox Populi também fez duas simulações de segundo turno. Na primeira, com Dilma Rousseff (PT) contra Aécio Neves (PSDB), a presidente derrota o tucano por 47% a 36%. Os votos brancos e nulos seriam 12%, enquanto os eleitores indecisos são 5% neste recorte.

Em outro cenário, com Dilma Rousseff (PT) e Marina Silva (PSB), haveria um empate técnico entre as candidatas. A pessebista tem 42% das intenções de voto, enquanto a petista, 41%. Os brancos e nulos são 11%, e os indecisos totalizam 6%.

Dados técnicos

A pesquisa ouviu 2.000 eleitores de 147, entre sábado (13) e domingo (14). O levantamento, que tem margem de erro de 2,2 pontos percentuais para mais ou para menos e nível de confiança de 95%, está registrado no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) com o número BR-00632/2014.

Fonte: R7

Publicidade